Amadora acolhe exposição sobre argumentista e escritor David Soares

Amadora acolhe exposição sobre argumentista e escritor David Soares
A Bedeteca da Amadora inaugurou, na sexta-feira, 'Banda escrita: David Soares, uma exposição em torno do argumentista', que revela alguns dos trabalhos que tem publicado na banda desenhada.
 
"Cultor de uma pesquisa linguística e de um imaginário único, Soares é um exímio criador de ambientes e de interrogações das capacidades do ser humano face à crueldade, a adversidade e a indiferença do universo", escreveu o programador cultural da Bedeteca, Pedro Moura.
 
A exposição, que ficará patente até 29 de abril, fecha um ciclo que a Bedeteca da Amadora dedicou a alguns dos argumentistas de banda desenhada contemporânea portuguesa.
 
David Soares é autor, na área da banda desenhada, de livros como 'O poema morre', com desenho de Sónia Oliveira, 'Palmas para o esquilo' e 'O pequeno deus cego', ambos com Pedro Serpa, 'Sepultura dos pais', com André Coelho, e 'Mucha', ilustrado por Osvaldo Medina e Mário Freitas.