Alves Ribeiro vai construir novo terminal de cruzeiros de Lisboa

Alves Ribeiro vai construir novo terminal de cruzeiros de Lisboa
A construtora Alves Ribeiro vai ser a responsável pela edificação do novo terminal de cruzeiros de Lisboa, que terá um investimento total de 23 milhões de euros, disse hoje à Lusa fonte da LCT -- Lisbon Cruise Terminals.
 
"Após um processo de pré-seleção, passaram à fase final as empresas: Alves Ribeiro, Ferreira Construções, em consórcio com a HCI, e MotaEngil, tendo a empresa Alves Ribeiro conseguido a adjudicação do projeto", lê-se num comunicado da LCT.
 
O contrato para a construção do novo terminal foi assinado na quarta-feira à tarde entre a Alves Ribeiro e a LCT, consórcio representado pela Global Ports Holding, Grupo Sousa Investimentos, Royal Caribbean International e Creuers Del Port de Barcelona, que tem a concessão do terminal por 35 anos.
 
Segundo a LCT, a obra vai arrancar no início deste mês, "prevendo-se a sua conclusão num prazo de 14 meses e meio, com um investimento total do projeto na ordem dos 23 milhões de euros".
 
Da autoria do arquiteto João Carrilho da Graça, o novo terminal é, segundo o próprio, um edifício pequeno, simples, discreto e "amigo do ambiente".
 
Com cerca de 13 mil metros quadrados de área útil, o terminal vai permitir a entrada e saída de passageiros de vários navios em simultâneo, terá um restaurante na cobertura, uma cafetaria, um pequeno espaço comercial para serviços, como correios e farmácias, e espaços verdes.
 
De acordo com as regras do concurso de concessão, a LCT terá de pagar à Administração do Porto de Lisboa 300 mil euros por ano de taxa fixa e 0,22 euros por passageiro de taxa variável, tal como uma contrapartida pelos serviços prestados (pilotagem e outros), que, em 2013, totalizou cerca de 2,5 milhões de euros.
 
O tráfego atual de cruzeiros na capital é de 550 mil passeiros, mas os responsáveis do Porto de Lisboa preveem que o número possa duplicar nos próximos 10 anos.
 
Segundo aquela entidade, cada passageiro de cruzeiro gasta em média 97,40 euros na região de Lisboa, durante a sua estada.