Álvaro Marinho vence o Troia Portugal Match Cup 2013

Álvaro Marinho vence o Troia Portugal Match Cup 2013

 

Álvaro Marinho foi o grande vencedor do “Troia Portugal Match Cup 2013”, tornando-se assim o primeiro português a ganhar esta prova de vela. O skipper luso conseguiu superar, na final, o francês Pierre-Antoine Morvan, alcançando assim o primeiro lugar da classificação da competição realizada na Troiamarina.

Depois de um dia difícil para as tripulações finalistas, com mudanças de vento e algumas alterações de percurso, foi entregue o título de vencedor ao skipper Álvaro Marinho, o timoneiro que somou mais pontos ao longo do último dia de competição. Depois de deixar para trás, nas semifinais, Arthur Herreman, a tripulação lusa enfrentou Pierre-Antoine Morvan(12º Ranking Mundial), que até ao dia de hoje era o velejador com maior número de vitórias. Marinho conseguiu superar, com três regatas vitoriosas, o francês Morvan, deixando “em casa”, pela primeira vez, o prémio de primeiro lugar.

 

Declarações:

Álvaro Marinho, Skipper Vencedor do “Troia Portugal Match Cup”

Estou muito feliz! Foi um regresso em grande, estávamos afastados do Match Racing há algum tempo e tivemos logo um adversário bastante forte, o Morvan, que é um excelente velejador, tendo sido já 3º mundial. Creio que igualámos o saldo de vitórias e isso era o mais importante. Tenho que destacar o trabalho da minha equipa, foram excelentes regatas e fomos evoluindo de dia para dia, beneficiando da experiência que temos, ultrapassando os erros iniciais, naturais  da pouca rotatividade. Foi um dia muito difícil, as condições estiveram sempre instáveis, mas beneficiámos de ter partido à frente e ter tomado as melhores decisões, que nos permitiu ganhar a vantagem suficiente para conquistar o troféu e sermos os primeiros portugueses a conquistar o Portugal Match Cup.

 

Pierre-Antoine Morvan, Skipper do “Troia Portugal Match Cup”

Foram regatas muito disputadas ao longo destes três dias. Tivemos todo o tipo de ventos o que nos permitiu ter bons andamentos. Nesta final com o Marinho que, por razões de saltos de vento, só cumprimos uma regata, fizemos três erros fatais na pré-largada, ficámos também presos na boia o que nos levou a perder a primeira posição. Não conseguimos recuperar de forma alguma, o Marinho andou muito bem. Independentemente do resultado foram regatas espetaculares, Troia tem um bom plano de água, a organização foi perfeita, queremos voltar no próximo ano.

 

Na luta pelos 3º e 4º lugares, Diogo Pereira (representante de Pedro Rebelo de Andrade) e Arthur Herreman fizeram apenas uma regata “knock-out”, em que o francês venceu o skipper luso, alcançando o último lugar do pódio. Nas regatas que determinaram os 5º e 6º lugares, Bernardo Freitas perdeu para Afonso Leite.

 

1º Classificado: Álvaro Marinho

2º Classificado: Pierre-Antoine Morvan

3º Classificado: Arthur Herreman

4º Classificado: Pedro Rebelo de Andrade/Diogo Pereira

5º Classificado: Afonso Leite

6º Classificado: Bernardo Freitas

7º Classificado: Sergey Musikhin