Almada quer promover Costa da Caparica através do surf

Almada quer promover Costa da Caparica através do surf
Almada quer Costa da Caparica nos cinco locais mais europeus mais atrativos para o surf pela potencialidade das ondas e pelas praias fantásticas.
A Câmara Municipal de Almadaquer fazer da Costa da Caparica um dos cinco locais europeus mais atrativos para a prática do surf, anunciou hoje a autarquia na apresentação do primeiro festival de música e surf do concelho.
 
O "Caparica Primavera Surf Fest", que decorre de 26 de março a 04 de abril, organizado pela Câmara de Almada com o apoio de clubes e empresas locais, vai ter mais de 500 surfistas em ação, nove bandas de música e duas dezenas de DJ, que prometem animar a praia do Paraíso, na Costa da Caparica, nas férias da Páscoa.
 
Mostrar no estrangeiro que, nas férias da Páscoa, "a 'Meca do surf e da animação noturna' é algures na ponta mais ocidental da Europa, numa cidade que se chama Costa da Caparica", é um dos objetivos da iniciativa, disse o vereador da Educação e Desporto da Câmara de Almada, António Matos.
"Queremos que dentro de poucos anos na Costa da Caparica não haja época baixa. Pode haver frio, mas tem de haver atividade. Como é que fazemos? Saltamos para as ondas, com grandes eventos", acrescentou o autarca da Câmara de Almada, de maioria CDU, adiantando que a autarquia vai gastar na organização do evento "entre 200 a 300 mil euros".
 
Para António Matos, não se trata de uma visão idealista, mas de uma realidade plausível numa região que tem 30 quilómetros de praia, está a poucos quilómetros do aeroporto de Lisboa, tem uma capacidade hoteleira crescente e clubes com uma relação fácil com a estrutura federativa nacional do surf.
Uma opinião partilhada por Miguel Inácio, do Caparica Surfing Clube, que acredita na determinação da autarquia na promoção turística do concelho e nas "potencialidades das ondas e das praias fantásticas da Caparica".
"Vamos convidar jornalistas da Europa e de fora da Europa para virem à Costa da Caparica e perceberem esta mensagem que estamos a passar", disse Miguel Inácio, convicto de que se trata de uma estratégia eficaz para a promoção do festival e da Costa da Caparica no estrangeiro.
No plano desportivo, Miguel Inácio lembrou que esta primeira edição do festival prevê o regresso do circuito nacional de Bodyboard à Caparica e um encontro nacional de desporto escolar, a 28 e 29 de março.
 
O Circuito Regional da Grande Lisboa do Nacional Surf Esperanças, a 30 e 31 de março, e o Campeonato Europeu de Juniores, de 01 a 04 de abril, que vai trazer a Portugal os melhores surfistas europeus, são outras provas desportivas previstas na primeira edição do festival de música e de surf da Caparica.
Além da prática do surf, os participantes no festival vão ter também muita música durantes os dez dias do certame, dado que está prevista a atuação de bandas como a Cais Sodré Funk Connection, Agir, Orlando Santos, Freddy Locks e You Can"t Win, Charlie Brown, entre outras.
Está também prevista a atuação de duas dezenas de DJ - DJ Vibe, DJ Ride, DJ GLUE e DJ Miguel Nery, entre outros.