AFL vai relançar Taça de Honra

AFL vai relançar Taça de Honra

A Taça de Honra de Lisboa em futebol vai ser relançada na próxima época entre os meses de Junho e Julho com a participação de, pelo menos, Benfica, Sporting, Belenenses e Estoril.

“Desafiei os clubes em questão a participarem, tive uma resposta positiva e agora irei constituir uma comissão para analisar e preparar a regulamentação da prova e os moldes em que esta vai funcionar”, revelou hoje à agência Lusa o presidente da Associação de Futebol de Lisboa (AFL), Nuno Lobo, na sequência do encontro que promoveu com Benfica, Sporting e Estoril, no início do mês.

A competição ainda não tem, segundo Nuno Lobo, um quadro definido, o que só acontecerá depois de serem ouvidos os clubes interessados: “Vou convidar um participante de cada clube para integrar a comissão que vai definir a regulamentação da prova e enquadrá-la nos novos quadros competitivos”.

A ideia do presidente da AFL é que sejam “os clubes das Ligas profissionais a participar” na prova, “copiando os moldes em que esta decorreu” até ao final da sua existência, embora ainda “não esteja definido se serão quatro ou cinco equipas participantes”.

“Pensámos na participação dos quatro ou cinco melhores classificados de todos os clubes da AFL, ou seja, os representantes de Lisboa na I e II Ligas”, disse Nuno Lobo, que admite que sejam “mais de quatro equipas”, numa altura em que “há muitas ideias em cima da mesa”.

O dirigente associativo esclareceu que a competição decorrerá “entre os meses de Junho e Julho”, até porque em Agosto “se começa a disputar a Taça da Liga”.

A reedição da Taça de Honra de Lisboa é consequência desta primeira aproximação entre Benfica e Sporting: “Há muito tempo que os dois clubes não se sentavam com o presidente da AFL. Era isso que faltava, independentemente de serem clubes da I Liga ou da II Distrital. A AFL tem de chamar, como fez outrora, os clubes da associação para dialogar, saber das suas necessidades, ouvir as suas opiniões. É isso que farei e começar pelo Benfica e pelo Sporting é um bom passo para fortalecer a muralha que quero criar”.

De resto, Nuno Lobo promete prosseguir estes encontros, num périplo que vai iniciar em Setembro, com clubes da II Liga, II e III Divisões nacionais, das provas de âmbito nacional e distrital, e com clubes de futsal, “ouvir os seus anseios, preocupações e críticas”, e transformar a AFL em “interlocutor privilegiado e a voz de todos os clubes da associação, sem excepção”.