Administrador dos SMAS admite erros nas obras de Pernigem

Administrador dos SMAS admite erros nas obras de Pernigem

Queixas da população e da Junta de São João das Lampas têm razão de ser.

Afinal os SMAS de Sintra admitem erros nas obras de instalação de uma conduta no Caminho da Cabilhalva, entre Pernigem e Gouveia, na freguesia de São João das Lampas, e dão “toda a razão” às queixas e reclamações apresentadas por vários moradores e proprietários de terrenos agrícolas e subscritas pelo presidente da junta local, Guilherme Ponce de Leão.
Depois do alerta lançado pelo Jornal da Região, na sua edição de 21 de Março, e de um “esclarecimento dos SMAS” publicado na edição seguinte, em que era negado o teor da notícia, um dos administradores daquela empresa municipal deslocou-se ao local e constatou o que, afinal, era óbvio. Joaquim Cardoso Martins reconheceu que “há, de facto, alguns motivos de queixa numa obra que tem por fim melhorar as condições de abastecimento de água na freguesia”. Acompanhado pelo presidente da Junta, por técnicos dos SMAS, pelo empreiteiro responsável pela obra e por vários populares, Cardoso Martins constatou a “necessidade de fazer algumas correcções”. “Constatámos que não houve a necessária remoção de terras e entulhos para vazadouro próprio e que as mesmas foram depositadas junto ao caminho e em terrenos públicos e privados. Vimos também que uma antiga mina de água ficou totalmente obstruída. Por outro lado, não foi tida em conta a drenagem de águas pluviais, o que pode levar à destruição de todo o caminho que recuperámos”, salientou o administrador dos SMAS. Ou seja, subscrevendo tudo o que o Jornal da Região revelou a 21 de Março.

Paulo Parracho

Ver a notícia completa em: http://jr.jornaldaregiao.pt/arquivo/Sintra/Sintra_306.pdf