Adjudicada recuperação do paredão da Costa da Caparica por 600 mil euros

Adjudicada recuperação do paredão da Costa da Caparica por 600 mil euros

O secretário de Estado do Ambiente, Paulo Lemos, adjudicou hoje o contrato de reabilitação de 430 metros do paredão da Costa da Caparica (Almada), por 600 mil euros, obra que será financiada em 85% por fundos comunitários.

"Esta obra é muito importante para a segurança de pessoas e bens", disse Paulo Lemos, adiantando que a comparticipação portuguesa será assegurada pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e que o prazo de execução das obras é de dois meses.

"Esta zona do paredão está muito danificada. Não foram só os temporais recentes, os temporais anteriores também já tinham provocado alguns danos. Mas este ano houve galgamentos [do mar] que puseram em risco a zona do parque de campismo", acrescentou.

O secretário de Estado do Ambiente revelou também que o contrato para a recarga de areias em seis praias da Caparica, desde a praia da Saúde à praia de São João, também já foi adjudicado, na segunda-feira, por cinco milhões de euros, neste caso com financiamento comunitário de 100%.

Segundo o governante, "a recarga de areias em seis praias da Costa da Caparica vai decorrer durante a época balnear, mas só vai obrigar à interdição de cada uma das praias intervencionadas durante uma semana".

"Esta obra [recarga de areias] não estava prevista para este ano, porque estávamos à espera das dragagens que o porto de Lisboa vai realizar para aproveitarmos as areias. Mas tendo em conta a situação provocada pelos temporais, o ministro do Ambiente decidiu avançar com a recarga de areias", acrescentou.

Paulo Lemos justificou o facto de a recarga de areias decorrer durante a época balnear lembrando que "foi necessário um reforço do orçamento da Agência Portuguesa do Ambiente e uma nova candidatura as fundos comunitários".

O secretário de Estado reiterou, no entanto, que não se trata de uma situação inédita na Caparica e sublinhou o facto de se tratar de uma "intervenção praia a praia", para minimizar os prejuízos para os veraneantes e apoios de praia.

"Cada uma das praias só será interditada durante uma semana", frisou.

Questionado pelos jornalistas, Paulo Lemos disse que já estão a decorrer trabalhos de recuperação de outras zonas do litoral que também foram muito afetadas pelo mau tempo do último inverno.

"Neste momento já estão a decorrer trabalhos em todo o litoral, desde a zona norte, em Moledo, à zona centro, em Ovar, Cortegaça, Esmoriz, praia da barra e também em Sintra. E muitos mais vão arrancar", disse, adiantando que foram aprovadas as candidaturas de 18 câmaras municipais para reforço da proteção nas zonas mais afetadas pelo mau tempo.