32.º Festival Teatro do Seixal leva nove peças ao concelho durante um mês

32.º Festival Teatro do Seixal leva nove peças ao concelho durante um mês
A aposta na descentralização para levar o teatro a toda a população é um dos objetivos do 32.º Festival de Teatro do Seixal, que apresentará nove peças de teatro no concelho, a partir de hoje.
 
Iniciativa da autarquia local, o festival decorre em palcos de várias localidades do concelho, entre as quais Arrentela, Vale de Milhaços, Amora e Cruz de Pau, segundo a organização.
 
"Reforma Agrária. 40 anos. Três Vozes de Teatro", um trabalho da associação cultural É Neste País, é a peça que abre hoje o certame, no auditório municipal do Fórum Cultural do Seixal.
 
A partir de um conjunto de documentos, como entrevistas, depoimentos, discursos e programas de partidos políticos, uma atriz e dois atores propõem-se partilhar, com uma pequena assembleia de espetadores, as suas memórias de jovens artistas no Centro Cultural de Évora, durante os anos da Reforma Agrária.
 
Grupo Cénico José Viana, com "O melhor da revista à portuguesa", na Sociedade Filarmónica União Seixalense, "Rádio cabaret", pelo Teatro das Beiras, na Sociedade Filarmónica União Arrentelense, "O homem que olhou para o céu e... elas", pela Almagesto, na Escola Básica de Vale de Milhaços, contam-se entre as peças que preenchem a programação do certame.
 
O festival termina a 12 de dezembro, com "Ana Bola sem filtro", um espetáculo de autoria de Ana Bola, interpretado pela autora, no Fórum Cultural do Seixal.