‘Não podia ser mais à nossa imagem’

‘Não podia ser mais à nossa imagem’

Bruno Nogueira está de regresso ao horário nobre da RTP com "Odisseia".
Actor junta-se a Gonçalo Waddington e Nuno Lopes para pôr Portugal a rir no serão de domingo.
Foi numa autocaravana “Calipso” que Bruno Nogueira, Gonçalo Waddington e Nuno Lopes chegaram, há dias, à sede da RTP para apresentarem o novo programa dos domingos à noite “Odisseia”.
Divertidos como sempre, os três actores desceram a comer uma banana sob o olhar atento e também bem-disposto de Luís Marinho, o director geral da televisão pública portuguesa, visivelmente satisfeito com o novo programa do primeiro canal. “Esta é uma peça importante da nova RTP”, começou por dizer o responsável máximo da estação, ao mesmo tempo que garantia aos jornalistas estarmos perante “uma série absolutamente surpreendente”.
Luís Marinho defendeu que esta “é uma aposta na inovação e em grandes actores que nos vão trazer o humor irreverente que os caracteriza”. O responsável da RTP acrescentou que é “a aposta na qualidade e na diferença” que distingue a RTP da concorrência, salvaguardando contudo que este “não é um caminho fácil”.
Tal como tinha acontecido aquando do balanço do fenómeno de audiência “O Último a Sair”, que juntou também parte deste elenco, Bruno Nogueira voltou a agradecer à RTP o convite para um trabalho deste género. “Acho que é um acto de coragem investir em coisas que, à partida, não são testadas nem são formatadas, logo nunca se sabe se vão resultar ou não”, defende o actor. Bruno acrescenta também que a equipa teve “muito tempo para preparar a série e não podia ser mais à nossa imagem”.
Desde que surgiu a ideia até à estreia no passado domingo, passaram nove meses. Os 13 episódios de "Odisseia” já estão todos gravados, mas nenhum dos actores consegue definir de que trata o programa. “Se calhar só se vai perceber o que é isto quando o programa sair do ar”, diz, divertido, explicando que, ao longo do enredo, Bruno e Gonçalo vão viajar por todo o país, na autocaravana, “não se percebendo se é porque lhes apetece ou porque estão a fugir de casa”, adverte.
Defendendo que todo o elenco teve uma enorme liberdade na criação do projecto, Bruno Nogueira acrescenta que este “é daqueles programas que precisa da colaboração do público, porque ao contrário dos outros que já vêm mastigados, cabendo às pessoas apenas ver, aqui é preciso a colaboração de quem vê” para perceber a história, as viagens e o caminho ao longo de 13 semanas.
Conjuntamente com Gonçalo, Bruno assegura que “isto nasce de várias coisas que enquanto espectadores gostávamos de ver na televisão”, e Waddington reforça o enorme “orgulho no elenco” que reuniram. Para além de Bruno Nogueira, Gonçalo Waddington e Nuno Lopes, participam na série Carla Maciel, Rita Blanco e até o fadista Camané. Nomes importantes para Waddington que assegura: "Uma das coisas mais impressionantes é a quantidade de jogadores que temos aqui. Sinto até que fizemos batota para ter o Messi e o Ronaldo juntos", brinca, ao mesmo tempo que sublinha ser esta “a prova de que é possível fazer um programa de qualidade com o mesmo tipo de meios”.
"Odisseia” estreou neste domingo, 20 de Janeiro, e vai dar muito que falar nos próximos três meses.