‘Não me quero cristalizar’

‘Não me quero cristalizar’

RICARDO AZEVEDO está de volta à estrada com novas canções, num registo diferente do que nos habituou.

O autor do conhecido tema “Pequeno T2” promete voltar a chamar a si as luzes da ribalta e, no fim do mês de Setembro, apresenta o novo disco de originais em Lisboa.

Com a humildade que lhe é reconhecida Ricardo Azevedo trocou impressões com o Jornal da Região sobre o novo disco que acaba de chegar às lojas: “Frente e Verso”. O músico, natural de Santa Maria da Feira, escolheu a própria terra natal para apresentar os novos originais ao público e, no final deste mês, é em Lisboa que revela de que são feitos os seus novos acordes. Um disco que parece não desiludir os fãs do cantor.

O Ricardo acaba de lançar neste Verão um novo disco. Apresente-nos este “Frente e Verso”.
É um disco recheado de canções simples e melodiosas. Tento retratar a vida, de frente e verso.

É um álbum que segue a linha dos anteriores?
Pode dizer-se que sim. No entanto, tentei pisar outros terrenos tanto a nível musical, como também nas letras. O "amor não me quer encontrar", por exemplo, tem influências de blues, gospel e soul music. Não me quero cristalizar e fazer sempre o mesmo género de canções. Quero continuar a experimentar coisas novas.

Este é o seu terceiro disco de originais. Sente muita diferença do primeiro trabalho para este? Há uma maior maturidade, mais paixão, mais entrega…?
Tentei fazer o meu melhor e, com os anos, conseguimos adquirir uma maior maturidade. A paixão e a entrega para mim é fundamental. E sempre será!

O amor é sempre um tema muito recorrente no trabalho do Ricardo. A música é o seu grande amor?
É verdade! A música sempre foi a minha paixão. Nunca pensei viver profissionalmente da música! Faço tudo com alma e tento seguir os meus instintos. Faço a música que me motiva.

Como está a ser a aceitação deste novo disco?
Tem sido excelente! A todos os níveis. Estou muito feliz pelos meus fãs estarem a gostar deste meu novo trabalho.

Em que palco é que o podemos encontrar em breve?
Vou estar no dia 27 de Setembro no Paradise Garage, em Lisboa. Depois vou partir para uma digressão de Inverno pelo país.

Texto: Ana Raquel Oliveira